Por Marcio Pereira


No último mês de agosto, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aprovou uma nova medida experimental que facilita o acesso das MPEs ao financiamento por meio de plataforma eletrônica de investimento participativo, o chamado crowdfunding.


A nova resolução deve impulsionar a atividade econômica no país, além de contribuir para o negócio de startups, micro, pequenos e médios empreendedores que foram impactados negativamente pela pandemia da Covid-19.


A medida é recente, mas já vem beneficiando algumas empresas como a Membran-i, primeira startup brasileira a ser favorecida com a captação do overfunding - excedente de demanda em uma rodada de investimentos.


Durante o processo de captação de investimentos, realizado em agosto através da SMU Crowdfunding - uma plataforma digital colaborativa que tem como propósito democratizar investimentos, a oferta da Membran-i já havia atingido a meta, estava em fase de liquidação e com uma grande fila espera. Com a nova medida da CVM, a startup e os investidores foram favorecidos e foi possível aproveitar o excesso de demanda.


Abaixo alguns depoimentos sobre o processo de seleção e como a Membran-i se beneficiará dessa captação de investidores junto à SMU Crowdfunding.

Na visão de Florent Desidério, CEO e Founder da Membran-i

Por quê utilizar uma plataforma de crowdfunding e como foi o processo de seleção com a SMU?


Quando você funda uma startup, além de inúmeros desafio é preciso ter uma estratégia de funding afiada para cada rodada, tanto em termo de diluição quanto dos volumes financeiros necessários para executar o BP. O tempo também é desafiador, ainda mais quando o mundo atravessa uma pandemia e suas repercussões econômicas, pois se você não fecha sua rodada de investimento no prazo certo, seu sonho e seu propósito podem cair no esquecimento.


Até um estágio de Seed (nossa última rodada), os investidores anjos costumam ser mais ágeis para tomar a decisão de investir e ainda conseguem disponibilizar valores financeiros adequados à necessidade de tal rodada. Isso é uma das razões de ter ido na direção de um crowdfunding em vez de optar por um fundo de investimento venture capital ou corporate com negociação e due diligence mais demorados.


Além do timing, uma plataforma de crowdfunding possibilita uma interação mais ágil e eficiente com vários anjos e traz credibilidade para a startup que se apresenta. SMU foi sensacional neste sentido, acrescentando um marketing de primeira e levando a oferta a um pool de investidores super qualificados. Este tema da agilidade é fundamental pois o tempo de uma startup é muito escasso. Justamente, na Membran-i, um dos benefícios da nossa plataforma MAI de negociações b2b em rede é essa interação all-to-all oriundo da economia compartilhada. Por isso, fazia total sentido de optar por um financiamento participativo!


Em relação ao processo seletivo, apresentamos nosso Deck à SMU como a outros crowdfundings e pools de anjos. Em poucas semanas, SMU nos chamou para uma entrevista virtual, e gostaram tanto que em uma semana fomos selecionados para captar na plataforma SMU! Foram tão eficientes que desistimos de outro pool de anjos que também queria cuidar da nossa captação.


Qual era o objetivo da Membran-i ao buscar a captação de investimentos através de uma plataforma de crowdfunding?


Sabe, quando acontecem eventos de tal amplitude como essa pandemia, todos seus planos mudam e você precisa se reinventar para sobreviver. O Covid quebrou literalmente nosso plano comercial e então financeiro. Foi um momento muito duro e conseguimos passar com a ajuda, os esforços e o compromisso de todo o time Membran-i (sócios e colaboradores), profissionais que fizeram um trabalho fantástico (e continuam fazendo).


Diante desta situação, com um mercado se adequando ao novo normal antes de voltar a ter interesse na plataforma MAI, nosso objetivo com o crowdfunding foi de medir o apetite do mercado investidor com nossa solução. E o resultado foi além do esperado pois captamos em tempo recorde e fomos o primeiro case de overfunding no Brasil!


Qual foi a sua reação ao alcançar a totalidade do investimento em um curto espaço de tempo e, ainda por cima, ser beneficiado pela regra de overfunding da CVM?


Uma imensa satisfação de ver o mercado parabenizando o trabalho de um time muito competente e dedicado! Apesar de ter enfrentado um mercado cliente meio parado por causa da pandemia, o mercado investidor mostrou que acredita no nosso propósito de unificar e simplificar as negociações b2b, nos dando as asas para semear o fair trade em qualquer setor, para qualquer empresa, onde estiver no Brasil e no mundo... Merci

Na visão de Rodrigo Carneiro, CEO e Co-founder da SMU Investimentos

Como é o processo de escolha das startups que serão investidas pela SMU e participarão do processo de captação na plataforma?


A SMU Investimentos está desde 2013 neste ecossistema de startups e inovação, isto facilita a busca e o reconhecimento por parte dos empreendedores. Em casa sempre dizemos que a melhor caça é a que caçamos com as próprias mãos, ou seja, os melhores negócios que aparecem são frutos de busca da nossa equipe via eventos e parcerias com Sebrae, Inovabra, The Green Hub, Cubo, AB Fintechs, associações de universidades como GV Angels, Insper Angels, aceleradoras parceiras como a Cotidiano, ACE, Darwin, StartupHero, Orgânica e até outros investidores como Bossanova, Superjobs, GrãoSeed e Goldstreet. Alguns negócios também são indicados pelos nossos mais de 20 mil investidores clientes da SMU.


Quais foram os diferenciais no plano de negócios da Membran-i que motivaram a SMU a investir nela e abrir a rodada de captação?


A Membran-i possui um time de executivos que nos impressionou desde o primeiro contato e só foi melhorando ao longo da captação. Além disso, validamos a tecnologia com experts em inteligência artificial e também a dor que eles resolvem com profissionais experientes em diversas áreas de compra. Quando juntamos as peças de uma equipe excelente com um modelo de negócio robusto e uma tecnologia que os nossos investidores responderam em pesquisas que havia grande interesse, foi o exato momento em que notamos que não poderíamos perder esta oportunidade.


Como foi o processo de captação da Membran-i?


Foi um processo que poderemos utilizar de case para as próximas startups e empreendedores que conhecermos. A agilidade e cuidado com a elaboração dos materiais necessários para a oferta e a confiança que os sócios da Membran-i depositaram em nós fez bastante diferença. A captação saiu exatamente como planejada e quando isto acontece normalmente você tem surpresas positivas, que foi o caso aqui. Os empreendedores trouxeram muitos investidores, nós conseguimos um grande investidor individual e a equipe da Membran-i e da SMU Investimentos trabalharam alinhadas o tempo todo.


Como essas novas regras da CVM poderão beneficiar as captações de investimentos via crowdfunding e, consequentemente, os empreendedores brasileiros?


Com a nova medida, o overfunding foi autorizado, permitindo que as empresas possam captar mais que a meta, podendo chegar a até 120%. Outra modificação relevante foi permitir que empresas maiores, que tiveram faturamento de 10 milhões de reais em 2019, e que registraram queda bruta de receita neste ano, também possam captar via crowdfunding. Estas alterações devem aquecer o mercado e atrair novos investimentos.

Mesmo diante das incertezas proporcionadas pela pandemia, a Membran-i conseguiu atingir muito mais do que era o seu objetivo na captação. Isso demonstra o quanto a nossa solução é inovadora, escalável e está no timing do mercado. Agora, chegou a hora de tracionar e conquistar novos mercados.


Faça como grandes empresas: compre melhor, mais rápido e ganhe economia de escala, negociando em rede na plataforma que está revolucionando as compras b2b.


#Membran-i #PlataformaMAI #SaaS #InteligenciaArtificial #Outsourcing #SupplyChain

#EconomiaCompartilhada #DigitalTransformation #PlataformaDigital #SMUInvestimentos #Crowdfunding


34 visualizaçõesEscreva um comentário

Por Florent Desidério


O crescente avanço tecnológico tem revolucionado a cadeia de suprimentos. A inteligência artificial (IA), por exemplo, está ganhando cada vez mais destaque quando se trata de otimizar processos e funções complexas na gestão da supply chain.


Já é significativa a influência da IA na cadeia de suprimentos que, com suas inúmeras implementações, aprimora a eficiência de todo o ciclo e melhora o desempenho dos negócios. Confira alguns exemplos e saiba como essa tecnologia pode tornar a cadeia mais ágil e eficiente.


Previsão de demanda

A demanda move toda a cadeia produtiva, por isso precisa ser à prova de falhas. Com a IA é possível rastrear diversos fatores que influenciam nessa previsão: controle de compras em tempo real, padrões de consumo, produtos que estão sendo vendidos e precisam ser reabastecidos rapidamente. Uma gestão inteligente do estoque faz com que a empresa não perca vendas, evita desperdícios e reduz custos.


Robótica

Algumas empresas estão investindo nessa tecnologia futurística dentro de seus depósitos e centros de carga. Os algoritmos são usados para que robôs inteligentes possam rastrear, localizar e coletar produtos dentro do estoque de acordo com informações obtidas com IA, facilitando as demandas nos armazéns.


Transporte otimizado

A inteligência artificial é capaz de influenciar no processo de transporte das mercadorias e coordenar a entrega. É possível se comunicar de forma rápida com o motorista durante a rota, ter todas as informações sobre o veículo e verificar o status de entrega em tempo real. Assim fica mais fácil evitar falhas e promover melhorias no processo para que os envios sejam cada vez mais rápidos e inteligentes, a fim de priorizar a experiência do cliente.


Gestão de fornecedores

A IA também tem sido utilizada para tornar o processo de gestão de fornecedores mais objetiva e eficiente. Com acesso a todos os dados estratégicos, o algoritmo cria modelos de decisão baseados em vários fatores e identifica as parcerias mais relevantes para o negócio. Dessa forma, a área de compras ganha um diferencial competitivo, otimiza os gastos e gerencia o relacionamento com fornecedores com mais eficiência.


IA na área de compras

As inovações tecnológicas disruptivas estão criando soluções incomuns em toda a cadeia de suprimentos. Na área de compras a inteligência artificial já vem sendo utilizada e foi pensando nessa tendência que a Membran-i desenvolveu a MAI. Uma plataforma SaaS de negociação em rede b2b assistida pela tecnologia proprietária AIN² que negocia em tempo real com diversos fornecedores proporcionando o melhor match entre demandas e ofertas. A plataforma MAI permite que as empresas consolidem suas compras em uma única negociação e garante mais oportunidades de escolha, produtividade e economia.


Entre em contato e descubra como essa tecnologia pode auxiliar na redução de custos e acelerar a transformação digital na sua empresa.


MAI, unificando e simplificando as negociações b2b_


#Membran-i #PlataformaMAI #SaaS #InteligenciaArtificial #Outsourcing #SupplyChain

#EconomiaCompartilhada #DigitalTransformation #PlataformaDigital


41 visualizaçõesEscreva um comentário

Por Florent Desidério


A atual crise global e as mudanças inesperadas no comportamento do consumidor têm impactado a Supply Chain de diversas formas ao redor do mundo.


O isolamento social é responsável pelo aumento considerável das vendas no e-commerce brasileiro. Segundo dados publicados no portal Money Times, o consumo online aumentou 126,9% no mês de maio, totalizando 23,8 milhões de pedidos no período.


Os novos hábitos de consumo estão moldando o futuro do setor de suprimentos que precisa ser cada vez mais resiliente e plenamente digital. Neste novo cenário se faz necessário o uso de tecnologias como Internet das Coisas (IoT), Machine Learning e Inteligência Artificial (IA) para criar cadeias de suprimentos mais flexíveis e confiáveis com foco em gerenciamento de riscos.


O setor será redefinido pela digitalização de tarefas, tanto na logística de abastecimento e entrega quanto no relacionamento com fornecedores. Para tomar decisões mais acertadas e minimizar riscos em caso de eventos e incidentes futuros, a Supply Chain deve focar na modernização de processos. Uma cadeia altamente adaptável às mudanças de comportamento permite a prevenção de crises e um planejamento avançado para entender o cenário atual, realizar ajustes no sistema e se manter competitiva no mercado.


As diversas ferramentas tecnológicas e soluções de software de gestão da Supply Chain oferecem uma verdadeira integração entre os diferentes elos da cadeia, desde a aquisição do produto até a entrega ao cliente final. Ainda facilitam a otimização de estoques e suportam respostas mais ágeis às mudanças de cenário e perfil de consumo.


Trabalhar com variedade de fornecedores é uma saída para o setor minimizar riscos durante e após a pandemia. A MAI, uma plataforma SaaS de negociação em rede B2B assistida por Inteligência Artificial proprietária, oferece a possibilidade de negociação com diversos fornecedores garantindo mais oportunidade de escolha, produtividade e economia.


A MAI unifica e simplifica o melhor das diversas metodologias de compras existentes em uma única solução e prova que a IA é uma tecnologia muito assertiva para resolver as dores do mercado atual.


Quer saber como a plataforma MAI pode otimizar o processo de compras da sua empresa?

Entre em contato com a gente!


MAI, unificando e simplificando as negociações b2b_


#Membran-i #PlataformaMAI #SaaS #InteligenciaArtificial #Outsourcing #SupplyChain

#EconomiaCompartilhada #DigitalTransformation #Covid_19 #Pandemia #PlataformaDigital



35 visualizaçõesEscreva um comentário